Content

Tag: remoção

The Bad Batch (2017) HD Director : Ana Lily Amirpour. Writer : Ana Lily Amirpour. Producer : Megan Ellison. Release : June 23, 2017 Country : United States of America. Production Company : Annapurna Pictures, Vice Films, Neon. Language : English. Runtime : 115 Genre : Horror, Romance, Thriller. ‘The Bad Batch’ is a movie […]

The Circle (2017) HD Director : James Ponsoldt. Producer : Anthony Bregman, Gary Goetzman, Tom Hanks, Walter F. Parkes. Release : April 27, 2017 Country : United States of America. Production Company : Likely Story, Playtone, Image Nation. Language : English. Runtime : 110 Genre : Drama, Thriller, Science Fiction. ‘The Circle’ is a movie […]

Acampados em frente à prefeitura desde a última sexta-feira, quando foram violentamente removidos da favela da Telerj, Sem Teto estão sobrevivendo como podem: “O que temos hoje aqui são as doações. Nem o banheiro químico deixaram botar”, conta Perla, uma das lideranças da ocupação.

Perguntada sobre como foi a desocupação, Perla indaga: “O massacre? Foi horrível. Eles chegaram destruindo tudo, sem direito a dialogar, sem conversa, não deixaram a gente tirar as crianças, os pertences. Perdemos tudo. Um dia antes, eles prometeram que ia ter o Ministério Público, assistente social, direitos humanos, conselho tutelar, mas não teve nada disso. O choque já veio, com tiro porrada e bomba. Quebrou com retroescavadeira por trás, e cercaram pela frente.

Moradores da comunidade do Horto continuam vigilantes para a possibilidade de remoção de uma família de cerca de 20 pessoas. Uma barreira humana foi montada para evitar que um mandado de reintegração de posse, emitido pela 23ª Vara Federal, fosse cumprido na manhã desta quarta-feira (3).

A barreira humana, que fazia vigília desde o início da manhã de hoje, foi desmobilizada por volta das 13h quando a presidenta da Associação de Moradores do Horto, Emília Souza, recebeu a informação de que o mandado não seria cumprido hoje. “Mas vamos nos manter vigilantes. Se percebermos que o oficial de justiça está chegando com a polícia, avisamos os vizinhos e tentamos nos reunir o mais rápido possível”, disse Emília.

Tag: »

Funcionários da empreiteira contratada pela prefeitura do Rio de Janeiro contaram com a ajuda de policiais militares da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) instalada no Morro da Providência, no Centro da cidade, para tomar a praça Américo Brum, situada no interior da comunidade. A praça ganhou repercussão pública em 2008, quando três jovens foram sequestrados por militares do exército, que então ocupavam a favela, e levados para outra comandada por uma facção rival, na qual foram mortos

A área está sendo requerida pela prefeitura para ali ser instalada a base do teleférico que será construído na localidade, uma das obras inseridas no plano de reurbanização da comunidade, bem como no projeto “Porto Maravilha”, de revitalização da região portuária. Tal obra implicará na remoção de dezenas de famílias. Em conjunto com as moradias que a prefeitura alega estar em áreas de risco, o número das construções a serem removidas chega próximo de 700 construções.

Você pensa que a Copa é nossa?

Os governos falam o tempo todo que a Copa e as Olimpíadas trarão benefícios para o Rio e para o Brasil. Mas benefícios pra quem? O custo de vida e o aluguel não param de aumentar, famílias são removidas das suas casas, ambulantes e camelôs, proibidos de trabalhar.

Mais: eles estão gastando dinheiro público nas obras e apresentaram uma lei para não prestar contas depois. Pra piorar, a Fifa, a CBF e o seu presidente, Ricardo Teixeira, organizadores da Copa, sofrem várias denúncias de corrupção.

Tudo indica que com a Copa e as Olimpíadas vamos repetir em escala muito maior a história do Pan-americano de 2007: desvio de dinheiro público, obras grandiosas, mas inúteis depois das competições, benefícios só para os empresários amigos do poder e violação dos direitos de milhares de brasileiros.

Dossiê organizado por diversos especialistas ligados ao Fórum Comunitário do Porto detalha em 46 páginas uma série de violações de direitos, especialmente à moradia, cometidas na região portuária do Rio de Janeiro. O “Relatório de Violações de Direitos e Reivindicações” foi entregue ao Ministério Público Federal antes da audiência realizada em 21 de junho. A audiência foi convocada para esclarecer sobre remoções e ameaças de despejos relacionados às obras para a Copa e as Olimpíadas. Na região central, o projeto Porto Maravilha, de “revitalização“ da área portuária, estaria entre os que prometem garantir “legados” dos jogos para a cidade. No entanto, os relatos de moradores mostram que hoje o projeto não traz esperança, mas desconfiança e medo.

por Renata Silver (Feeb RJ-ES), com fotos de Henrique Fornazin Depois de 24 horas de vigília (veja os vídeos), os movimentos de luta por moradia e contra as remoções do Rio de Janeiro realizaram um ato em frente à sede da Defensoria Pública na manhã desta quinta-feira, 12. O protesto foi contra a falta de […]

Por Daniel Russell Ribas, com colaboração de Victor Marchesini e fotos de Henrique Fornazin O Ato pelo Direito à Cidade, pela Democracia e Justiça Urbanas, realizado na sexta-feira de 25 de março, teve como objetivo denunciar à população um fato grave que ocorre hoje no Rio: o processo sistemático de remoções sofridas moradores pobres do […]