Content

Site do boletim do MST do Rio de Janeiro

Depois de 8 anos, Justiça concede assentamento ao MST no RJ

sexta-feira 28 Fevereiro 2014 - Filed under Notícias do MST Rio

Juiz assinou ontem (27) a imissão de posse na Fazenda Bom Jardim, em Macaé, que foi ocupada em 7 de setembro de 2010. As famílias do acampamento Osvaldo de Oliveira chegaram a ser despejadas 4 vezes, uma delas de form extremamente violenta.

mst_macae_meninas_bandeira

Sem Terrinhas no acampamento Osvaldo de Oliveira, no dia da ocupação, 7 de setembro de 2010.

Depois de três anos e meio de muita luta e sofrimento, as 78 famílias do acampamento Osvaldo de Oliveira, em Macaé, poderão passar seu primeiro carnaval sem medo de mais um despejo. Ontem, dia 27 de fevereiro de 2014, o Juiz Eduardo Aidê Bueno de Camargo assinou a imissão da posse da Fazenda Bom Jardim, e com isso poderá ser iniciado o processo de assentamento das famílias. No dia 1o de setembro de 2010, a área já havia sido declarada de interesse social por um decreto assinado pelo ex-presidente Lula, e desde 2012 o INCRA já havia determinado a desapropriação. Desde 2007 não acontecia um assentamento em áreas do MST no estado do Rio de Janeiro.

Comprovando a tese de que a reforma agrária no Brasil só acontece através da luta, os acampados e acampados do Osvaldo de Oliveira tiveram de ser muito persistentes para alcançar a conquista da terra. O acampamento passou por 4 despejos, sendo um deles muito violento. As 300 famílias que ocuparam a fazenda sofreram um revés 3 meses depois da ação. Policiais deram 30 minutos para que as famílias saíssem, e queimaram todos os barracos em seguida, ainda com pertences dentro. Todos os Sem Terra, incluindo mulheres e crianças, dormiram ao relento até serem acolhidos pela igreja local. Veja mais sobre este despejo.

Primeiro despejo sofrido pelas famílias do acampamento Osvaldo de Oliveira, em 17 de novembro de 2010.

Depois de diversas mobilizações na cidade, as famílias conseguiram a posse da terra. Neste momento, oficiais de justiça estão no local, acompanhados pelas advogadas do Centro Mariana Criola, para notificar o antigo proprietário, mas ele não se encontra. Apenas alguns trabalhadores estão no local. A proprietária da terra é a empresa de rádio Campos Difusora Ltda, do norte fluminense. A área é arrendada para José Antonio Barbosa Lemos, curiosamente o sócio-proprietário da mesma empresa (Campos Difusora), também ex-deputado estadual e ex-prefeito de São Francisco de Itabapuana. Tal fato já coloca em questão quem são os proprietários de terra em nosso país.

 

2014-02-28  »  alantygel

Talkback x 2

  1. Boletim 56 | Boletim do MST Rio
    28 Fevereiro 2014 @ 16:58

    […] Depois de 8 anos, Justiça concede assentamento ao MST no RJ […]

  2. Assentamento Osvaldo de Oliveira, em Macaé (RJ), é ameaçado de despejo | Boletim do MST Rio
    20 novembro 2015 @ 13:28

    […] Depois de 8 anos, Justiça concede assentamento ao MST no RJ […]

Share your thoughts

Re: Depois de 8 anos, Justiça concede assentamento ao MST no RJ







Tags you can use (optional):
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>