Content

Site do boletim do MST do Rio de Janeiro

Ocupacão do BNDES: Mulheres do Campo e da Cidade na Luta Contra os Agrotóxicos

sexta-feira 11 Março 2011 - Filed under Notícias do MST Rio

pelo Coletivo Mulheres do MST

Ocupação BNDES

No dia 02/03, cerca de 300 mulheres trabalhadoras do campo e da cidade, representando mulheres dos movimentos feministas, sindicais, estudantil, partidos, movimentos populares, ocuparam a sede do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), no centro do Rio de Janeiro, para denunciar os efeitos negativos à vida humana e à natureza da utilização excessiva de agrotóxicos pelo agronegócio.

Ocupação BNDES

O objetivo da mobilização foi denunciar os altos investimentos e empréstimos do BNDES aos grandes latifundiários e às transnacionais, que hoje dominam a agricultura no Brasil e se apropriam da natureza e da riqueza produzida no campo.

As Mulheres Sem Terra e da Via Campesina vêm ao longo desses anos realizando lutas contra o modelo do agronegócio no campo, por compreender que as mulheres são afetadas diretamente, sendo elas as principais responsáveis pela soberania e segurança alimentar, através da produção das hortas, pomares e pequenos animais. E ainda este modelo traz violência, opressão as mulheres e falta de perspectiva econômica para elas.

Ocupação BNDES

Neste ano, o foco de denúncia deste modelo foram os Agrotóxicos, haja visto que o Brasil é o país que mais utiliza venenos no campo. Esta forma de produção está matando a natureza, os rios e a vida de quem vive e trabalha na terra e nas cidades.

Os recursos públicos administrados pelo BNDES não podem ser utilizados sem critérios técnicos e legais e desrespeitando a legislação ambiental em vigor, em favor de uma irresponsável e destruidora expansão dos monocultivos.

Ocupação BNDES

As organizações e movimentos exigem do banco uma radical e profunda reorientação de sua política, com investimentos prioritários em educação, emprego, saúde, direitos previdenciários, habitação e reforma agrária.

E que não financie o agronegócio e empresas como a siderúrgica TKCSA, em Santa Cruz, no Rio de Janeiro, que matam o mangue, o mar, contaminando o ar e colocam milhares de pessoas em situação insuportável de sobrevivência.

Ocupação BNDES

A mulheres defendem a agroecologia, a biodiversidade, a agricultura camponesa cooperada, a produção de alimentos saudáveis, a Reforma Agrária, os direitos previdenciários, a Saúde e Educação gratuita e de qualidade para todos, a igualdade de direitos, mudança do Queremos reafirmar com nossa luta que não nos subordinaremos ao modelo capitalista e patriarcal de sociedade, concentrador de poder, de terras e de riquezas.

Defendem a terra, a água, as sementes, a energia e o petróleo como bens da natureza a serviço dos seres humanos.

As mulheres reafirmam a luta contra a subordinação ao modelo capitalista e patriarcal de sociedade, concentrador de poder, de terras e de riquezas.

Tagged: » »

2011-03-11  »  alantygel

Talkback

  1. | MST Rio
    23 Março 2011 @ 4:40

    […] Ocupacão do BNDES: Mulheres do Campo e da Cidade na Luta Contra os Agrotóxicos […]

Share your thoughts

Re: Ocupacão do BNDES: Mulheres do Campo e da Cidade na Luta Contra os Agrotóxicos







Tags you can use (optional):
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>