Content

Site do boletim do MST do Rio de Janeiro

Tagged: Osvaldo de Oliveira

21 meses após receberem a terra, famílias do assentamento Osvaldo de Oliveira, em Macaé (RJ), correm novamente risco de despejo. Depois de mais de 3 anos acampadas, sofrendo 4 remoções violentas, 78 famílias conquistaram o assentamento Osvaldo de Oliveira, com a imissão de posse da Fazenda Bom Jardim no dia 27 de fevereiro de 2014. […]

6 comments  » Read the rest

por Maria Amarela   Foi realizada no dia 06 de dezembro de 2014 a formatura da turma de adultos de alfabetização no Assentamento Osvaldo de Oliveira em Macaé – RJ. Turma Cícero Guedes, nome escolhido pela turma para homenagear um grande companheiro de luta assassinado em Campos do Goytacazes, em 25 de janeiro de 2013. […]

3 comments  » Read the rest

E quando o Companheiro Osvaldo de Oliveira se foi, partiu dessa trincheira de luta, nos recusamos a deixa-lo. Precisávamos de sua coragem, de sua ousadia, de sua animação. Foi assim que o companheiro virou um assentamento inteiro. Precisávamos dele, as famílias Sem Terra precisavam dele. Virou nome de um lugar onde a luta é viva. E quão importante foi a sua família estar lá, junto com sua nova família, famílias sem terra do MST. Júlia, sua filha, agora estuda para ser assistente social na UFF. Carregando a história de seu Pai ela agora é chamada para retomar essa luta. “Bem vinda a sua nova família.”

2 comments  » Read the rest

“Hoje eu me orgulho de fazer parte do MST e do primeiro assentamento PDS do Estado do Rio de Janeiro”. A fala emocionada de Mauro Fabiano dos Anjos Ribeiro marca a narrativa do fim de um período de quatro anos de luta para que se conquistasse a implantação do assentamento Osvaldo de Oliveira, em Macaé, região norte do Rio de Janeiro, como um Projeto de Desenvolvimento Sustentável (PDS). O assentamento foi concedido pelo Incra em fevereiro deste ano, depois 7 anos sem desapropriações no RJ.

Fim de uma batalha, início de outra. As assentadas e os assentados agora têm o desafio de concretizar um modelo de desenvolvimento diferente do que é comumente implementado, o Plano de Desenvolvimento do Assentamento (PDA). “Com o PDA, a destruição é muito grande. No PDS, preserva-se da água ao ser humano”, explica Mauro. O Projeto trabalha com reflorestamento e agroecologia. Além do combate ao uso de agrotóxicos, outro inimigo do PDS é o individualismo, esse “senhor do latifúndio”, nos dizeres de Mauro. Isso porque, nesse Projeto, não se emite título da terra.

2 comments  » Read the rest

Entre os dias 04 e 06 de julho, as famílias do Projeto de Desenvolvimento Sustentável (PDS) Osvaldo de Oliveira, o mais novo assentamento do estado do Rio de Janeiro, visitaram a experiência do Assentamento Mário Lago, também um PDS, em Ribeirão Preto, uma das 17 experiências neste mesmo modelo no estado de São Paulo. Nesse modelo alternativo de organização a agroecologia é o principal eixo das práticas que, entre outros princípios, promove técnicas ambientalmente adequadas, para o manejo de culturas agropecuárias, além de outras orientações enraizadas nas práticas culturais, econômicas e sociais de organização.

Além das famílias que vêm construindo o PDS em Macaé, representantes do assentamento Marli Pereira da Silva, em Paracambi, e dos acampamentos, Irmã Doroty (Quatis, sul do estado) e Luis Maranhão (Campos, região Norte), também acompanharam a visita que contou ainda com a presença de técnicos da Cooperar e estudantes da Universidade Federal Fluminense (UFF – Polo Rio das Ostras), parceiros na estruturação do PDS no estado.

1 comment  » Read the rest

Representantes das famílias destacaram a assistência técnica como prioridade para o desenvolvimento da produção na região por Diego Fraga, do MST-RJ Representantes das famílias do Assentamento Osvaldo de Oliveira, em Macaé, região Norte do Rio de Janeiro, estiveram no Incra/RJ, em meados de abril, a fim de dar continuidade às atividades de construção e consolidação […]

1 comment  » Read the rest

Juiz assinou ontem (27) a imissão de posse na Fazenda Bom Jardim, em Macaé, que foi ocupada em 7 de setembro de 2010. As famílias do acampamento Osvaldo Oliveira chegaram a ser despejadas 4 vezes, uma delas de form extremamente violenta.

Depois de três anos e meio de muita luta e sofrimento, as 78 famílias do acampamento Osvaldo de Oliveira, em Macaé, poderão passar seu primeiro carnaval sem medo de mais um despejo. Ontem, dia 27 de fevereiro de 2014, o Juiz Eduardo Aidê Bueno de Camargo assinou a imissão da posse da Fazenda Bom Jardim, e com isso poderá ser iniciado o processo de assentamento das famílias. No dia 1o de setembro de 2010, a área já havia sido declarada de interesse social por um decreto assinado pelo ex-presidente Lula, e desde 2012 o INCRA já havia determinado a desapropriação. Desde 2007 não acontecia um assentamento em áreas do MST no estado do Rio de Janeiro.

2 comments  » Read the rest

No final de semana de 03 e 04 de agosto de 2013, ocorreu mais uma etapa das oficinas de formação político-cultural nos acampamentos Osvaldo Oliveira, em Macaé, e Luis Maranhão, em Campos de Goytacazes. As atividades envolveram oficinas de formação política, oficinas de formação em saúde e oficinas culturais de teatro e capoeira.

Esta é mais uma atividade construída no contexto da parceria entre o Programa de Extensão Universidade Itinerante: formação político-cultural em direitos humanos voltado para comunidades rurais da baixada litorânea e região norte do estado, vinculado a Universidade Federal Fluminense de Rio das Ostras, e o MST-RJ. Nessa a etapa o tema trabalhado foi sobre os princípios e valores organizativos do Movimento, como a terra, a luta, o trabalho, os estudos, a solidariedade e a participação.

1 comment  » Read the rest

Durante o final de semana de 08 e 09 de Junho, ocorreu nos acampamentos Osvaldo Oliveira, em Macaé, e Luis Maranhão, em Campos de Goytacazes, mais uma etapa do projeto de extensão promovido pela Universidade Federal Fluminense de Rio das Ostras em parceria com o MST. O projeto, que é voltado para formação, contempla atividades de formação política, oficinas de saúde e oficinas culturais de teatro e capoeira.
No sábado, a equipe do projeto, composta por professores, alunos e grupos culturais, acompanhada de militantes do MST, foram ao acampamento Osvaldo Oliveira em Macaé e realizaram, durante a parte da manhã, formação política com a temática da importância histórica das Ligas Camponesas para as lutas no campo no Brasil. Durante a tarde, uma oficina de Capoeira puxada pelo Mestre Mistério e seu grupo de Capoeira foi realizada.

 » Read the rest

No dia 8 de março de 2013, os integrantes do acampamento Osvaldo de Oliveira do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra participaram do ato público realizado pelo Movimento “Chega de Estupros em Rio das Ostras” constituído pela comunidade acadêmica local (UFF/PURO) e representantes da sociedade civil de Rio das Ostras. A manifestação aconteceu na Praça José Pereira Câmara, localizada no centro da cidade. De uma forma geral, o movimento luta contra a violência de gênero contra as mulheres e especificamente no município, vem a público denunciar o aumento silencioso de estupros e propor o debate sobre as formas de enfrentamento dessa problemática que vem atingindo a realidade da população riostrense. Nesse sentido, o movimento elaborou uma qualificada carta de reivindicações ao poder público, exigindo medidas urgentes nesta questão.

 » Read the rest