Content

Assentamento Zumbi dos Palmares festeja 15 anos em luta

2012-04-26

por Alan Tygel

15 anos de Zumbi dos Palmares

O casamento estava marcado para 1h da manhã. A pontualidade da noiva já dava sinais de que era um casamento diferente. Os seis ônibus de convidados passaram a noite capinando a terra e construindo os barracos. Pela manhã,  a ocupação já estava consolidada, e mais um latifúndio havia caído no estado do Rio de Janeiro. Assim começou a história do assentamento Zumbi dos Palmares, em Campos dos Goytacazes, que celebrou 15 anos de existência no último dia 20 de abril, como conta o assentado Jessé, e Luis Carlos Meio-Quilo e Marluzio, do Sindipetro NF/FUP.

O dia da festa começou cedo, com uma mística que lembrou a origem do nome do assentamento, uma homenagem ao líder do Quilombo dos Palmares. Em seguida, moradores e convidados marcharam do núcleo 2 para o 4, chegando ao local da festa, o campo de futebol do assentamento. Companheiros do Sindipetro Norte Fluminense, Associação Brasileira de Geógrafos e das universidades UFF, UENF, UERJ e UFRJ fizeram falas ressaltando a importância do assentamento na luta pela terra do norte do estado do RJ, como nos conta Elisângela, da direção estadual do MST.

15 anos de Zumbi dos Palmares

Um dos momentos mais bonitos da festa foi o plantio de mudas. 15 Sem-Terrinhas nascidos no assentamento plantaram 15 mudas das árvores frutíferas que escolheram. Depois disso, uma bandeira do MST foi fincada no local por um casal de assentados. A juventude do assentamento também participou da festa. Confira a entrevista com Ana Cristina, assentada e estudante do curso de Licenciatura em Educação do Campo, na UFFRJ.

A alegria da música ficou por conta de Mineirinho e Cosme, que comandaram a viola no palco, apresentando músicas caipiras e acompanhando os Sem-Terrinha. O bolo foi partido no fim da tarde, e a noite terminou ao som do forró eletrônico.

Alguns companheiros que já faleceram, também foram lembrados. Índio foi um dos principais dirigentes do MST RJ, histórico, líder de massa, e estava assentado no Zumbi. Hoje há um acampamento que leva o seu nome, o Acampamento Edson Nogueira (Índio). Outro nome lembrado foi de  sua companheira Claudia, militante que contribuiu muito e tem seu nome no Acampamento Claudianéia.

Veja os vídeos aqui.

 

Comentário x 3

  1. dangelo
    7 maio 2012 @ 4:14

    só empessar que eu já fui um sem terra. tive muitos amigos maravilhosos que só queria um pedaço de terra para mora com sua família. nunca fui tão feliz na minha vida. quando estive eu era responsável pela farmácia no assentamento.eu Dangelo mello pinto, no dia 21/04/1998 numa noite fria ocupamos a usina São João,em Campos no interior do Rio de Janeiro. lar fiquei um ano e três meses. ha minha filha foi feita no assentamento. nome dela é Mariana tavares pinto. tem 14 anos. ela é muito linda!

  2. A. Bernardo
    31 janeiro 2013 @ 15:20

    Mas que linda surpresa que vim encontrar aqui hoje!
    PARABÉNS aqui de Portugal, amigos!
    A.Bernardo

  3. A. Bernardo
    31 janeiro 2013 @ 15:23

    Mas que linda surpresa que vim encontrar aqui hoje!
    PARABÉNS aqui de Portugal, amigos!
    A.Bernardo

    PS:Referia-me a isto!

    http://www.youtube.com/watch?v=ifD-d_rM1mI

Comentários

Re: Assentamento Zumbi dos Palmares festeja 15 anos em luta







Tags que você pode usar (opcional):
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>